Postagem em destaque

Mulher - Mãe

Homenagem às Mulheres pelo Dia Internacional da Mulher - 08 de Março de 2015   Lembras quando me destes tuas entranhas Para qu...

À FLÔR DA PELE



Eu falo “Eu te amo”

Quando entendo a importância que alguém tem para mim,
pessoas que me completam algum espaço vazio

No coração, que de alguma forma me fazem bem,

Preciso dizer-lhes que as amo.

Amar não significa que estejamos a fim de algum relacionamento amoroso, não significa que se quer um beijo na boca... Amar significa que o sentimento que nutrimos por alguém é bem maior que um simples bem querer, maior que um conhecimento casual, que um aceno de até logo. Amar significa o quanto alguém convive no nosso âmago com todos os abraços carinhosos, com muitos beijos afetuosos, com saudades e lembranças de bons momentos, mesmo que virtuais. Pois, as longas distâncias tão próximas hoje só nos ensinaram o quanto podemos aperfeiçoar, aprimorar os sentimentos que dedicamos a alguém, mesmo que esse alguém esteja muito longe de nós fisicamente. Temos uma grande capacidade de amar e nos dedicarmos a quem quer que seja que esteja muito distante, o sentimento torna-se nobre e forte o suficiente para atingirmos a performance do Amor mesmo que estejamos a milhares de quilômetros de distância, as almas buscam-se, se encontram, se apaixonam, se amam. Essas são verdadeiras amizades onde as almas se descobrem tão importantes quanto se estivessem presentes todos os dias para um bate papo com um delicioso cafezinho, ou um drink no final de semana.

Para mim a coisa mais simples e gostosa que acho é falar “Eu te amo”, sempre que gosto muito entendo que amo e me pego falando isso para a pessoa porque não consigo ser mais ou menos verdadeira, só me entendo sendo transparente em meus sentimentos e minhas atitudes. Falar que amo me faz tão bem... E, sempre falo assim, de olhos entreabertos porque o sentimento me invade de tal maneira que sair da minha boca é a mesma sensação que tenho quando saísse do meu coração. 
Por que não falar, então?

Existem pessoas que temem esse sentimento, ficam arredias,que fogem porque não entendem o verdadeiro sentido de amar, entendem, talvez que se houver amor haverá muitas cobranças, limites, e tanto desespero como vejo por aí em muitos casos, então se afastam, somem, temem... Mas, nem todo mundo é igual, ainda bem, cada um ama do seu jeito e todos os jeitos devem ser respeitados.

Falar eu te amo, para mim é a coisa mais doce que sinto... E falo.

Madalena Gomes

09.06.2014




Realidade



Às vezes a realidade mistura-se aos sonhos adormecidos,

mas não dorme, acorda os sonhos...

Incendeia o âmago e destrói com o fogo ardente da paixão

os mais acalentados desejos, a quietude do sono que sonha

o amanhã...

A realidade é o hoje, sem sonhos e cheia de artimanhas,

a nos envolver em emoções febris.



Madalena Gomes

31.05.2014




Amizade   

A Amizade é intrínseca à vida, à minha vida...
Há conceitos inerentes a cada um sobre a Amizade, para mim ela é parte preponderante dos meus sentimentos. Concebo um amigo como partículas necessárias do meu sangue, não vivo sem ele.
Sinto vontade, todos os dias de dizer-lhe que o amo, sempre que me lembro dele sinto um suave torpor invadir meu ser, é algo gostoso de sentir, faz-me bem a alma porque me acalenta e me faz deliciar-me com suas ausências igualmente com suas presenças.
O amigo está em minha vida assim como o ar, o sol, o luar, o vento... Aquele amigo que me entende, aceita, curte, me envolve
em alegrias e me deixa leve quando está por perto, não me absolve dos meus defeitos nem se preocupa se eu os tenho, passa por cima deles como se essa fosse uma questão boba, insignificante.
Há amigos que são Anjos em nossas vidas, surgem assim, do nada e têm uma sintonia que embala sons e vibrações do Universo; Há amigos que nos envolvem numa mágica energia que se mistura em sons e cores, música e arte...
Nele pensamos com um carinho tão grande, igualmente doce, não importando a distância... O tempo, o vento nos coloca junto sendo bastante o pensamento.
Sinto uma forte e deliciosa sensação de abraço, de aconchego, pois a empatia, solidariedade e o carinho nos unem de maneira
verdadeira, profunda.
A amizade é o Amor brincando de se aproximar, de gostar profundamente, de aconchegar-se sem cobranças, sem nós e ou questionamentos, simplesmente é o Amor na sua forma mais coerente, leal, pura e desnuda.
Todos os dias eu digo ao meu amigo o quanto o Amo, assim simples: Eu te amo!

Madalena Gomes
João Pessoa, Pb
04.05.2014


Onde encontro poesia


A poesia está além da realidade,
Além da condição de toda esta dimensão
A poesia está além dos sonhos e de todo horizonte
Está inserida na busca do discernimento
Ela coincide com a mais bela intenção
De criar, poder, conhecer e inovar
Qualquer sentimento
De alegria, amor e dor...
Sinto-a nas mais singelas criações:
Numa pétala de rosa, numa gota de orvalho,
Num simples olhar ou um toque de mãos.
Nas flores, na chuva, no sol...
A poesia... Está no amor,
Na falta que ele faz  
nos mais benfazejos desejos.
Na mais complexa dimensão
Onde galgam nossas mais acalentadas ilusões. 


Madalena Gomes

04.09.2011

Curitiba, PR



Anoitece
Cada dia do passado que se transforma em presente,
enlouqueço... Rebusco, maldigo, torno irreal, bendigo.
faço com que o futuro aconteça agora
emociono-me com o arrepio que faz a alma florescer
choro com a lágrima que busca apogeu
no desfilar pela face já cheia de desvios insanos
fecho os olhos mas o olhar permanece in convicto
intraduzível, incapaz...
Mas nele está o indizível poema que chora
Abençoa, canta e grita com voz de súplica
O beijo, o calor e maciez de uma boca sedenta.
E finjo que amanheço!
Anoitecida, açoito os sonhos que vislumbram
Uma presença, tua presença em mim.

Madalena Gomes
João Pessoa, Pb
09.02.2014





Cantar o Amor
Emoção inserida em cada linha que
açoita o coração no bom sentido da paixão.
Na divagação da poeta que ama
Na sensibilidade mulher apaixonada
Da fêmea que se dá e deve ser amada
Não importa o tempo, se ontem, agora ou amanhã
E que os olhos, tal como um periscópio vai longe
Alcança a linha do horizonte e para lá estende a mão
A ser puxada pela fraterna mão de um monge
Que lera nas páginas de seus sentimentos
Os capítulos, e todos seus futuros movimento
E neles as respostas para todos os seus questionamentos
E quando nem bem a aurora raiar
Verá e terá ao seu alcance o que lhe fará cantar
Cantar a paz, a paixão e sem dúvida o verbo amar


Lúcio Reis
Belém do Pará
Em 09/02/2014



Somos todos um pouco loucos


Somos todos

Um pouco loucos,

Quando infringimos

Nossas próprias leis,

Quando ultrapassamos nossos limites

E nos deixamos levar

Pelo amor incondicional...

Irracional!



Mas,

É uma deliciosa loucura

Que por momentos

Nos torna felizes,

Mesmo que sejamos embargados

Nos nossos segredos de amor!..



Sou louca de tanto amar!

Deve ser essa loucura

Que as pessoas veem em você

Em mim,

Em todos...


Madalena Gomes
 João Pessoa, PB
13.04.2012



Novo Tempo


Ano novo chegando... Muitas expectativas, 
esperanças, desejos!
Ano novo com gostinho de verão, frutas tropicais,
Muita excitação nos corações,
Vontades alegres e muitos sonhos saltitantes,
querendo a todo custo se realizarem,
E o início do ano dá uma sensação gostosa 
de que vai acontecer
tudo que guardamos dentro de nós.
Há muitas mudanças à espreita, basta-nos abrir 
o coração e deixar acontecer,
Há muitas entrelinhas no caminho para a felicidade 
que está dentro de nós
Um caminho lindo, repleto de gratidão,
compreensão, perdão e acima de tudo, amor.
Este é o caminho, cujas paredes estão repletas dos ensinamentos do Pai.
Este é o caminho... Precisamos encontrá-lo dentro de nós!
Feliz Ano Novo! Feliz 2014!
Que todos os vossos sonhos sejam realizados...
Que todos nós encontremos o caminho
para a felicidade dentro de nós mesmos
Paz e muito amor!

Madalena Gomes
28.12.2013



 Tempo

Amo o tempo, curandeiro
Amo essa loucura que o abrange
Faz-me parte efêmera
Amo essa efemeridade
Que se me faz parte
Ela me completa, me complica
Eterniza e me abstrata
Forma-me formas incompletas,
Inconstantes...
Amo o abstrato
E o tempo, sem tempo,
Dilatado!

Madalena Gomes
24-05-2009


Inquietação

Sou apenas uma romântica, escrevedora 
que brinca com as palavras para expressar 
o grande amor 
que trago dentro de mim pela Natureza, 
pela vida e por tudo que dela advém. 
Então, jogo-me inteira no teclado do pc! 
Minha fé em Cristo me deixa inquieta 
e todos os sentimentos se entrelaçam, 
e me deixam inquieta, jorram de minha alma 
como fonte perene, contornam minhas rochas, 
troncos, areias, vales 
e até planícies emudecidas pela solidão... 
Não dá conta, corro pra pegar lápis e papel... 
Os sentimentos têm um dinamismo inconsequente, 
não me obedecem, a mente sobrevoa horizontes longínquos, 
galáxias desconhecidas! 
Não os comando... Então, simplesmente Amo, 
deixando-os fluírem até que... Acabem! 
Então, simplesmente escrevo, solto as palavras ao vento.

Madalena Gomes
João Pessoa, PB


Como bolhas ao vento



 
Dez vidas se fundiam até então
Dez vidas unidas, coesas numa só alegria,
Na tristeza e na totalidade que selou a vida
Dez vidas se dispersam numa ganância falida
Abandonam-se nuas de verdades
E seguem à força de sentimentos inefáveis, destrutivos
Somem pelos caminhos do mar adentro
abrasadas, separadas, incógnitas
Mais parecidas um amontoado de espumas

Seguem... Desencontradas!
Que força aterradora foi essa?
Que poder foi este?
Dez vidas amadas, felizes sem lacunas
Que, do nada resolvem se destruir
no vão da vida se perderem
Sopradas, ao vento como bolhas de sabão...
Dez vidas, irmãs!?

Madalena Gomes
João Pessoa, PB
28.11.2012


Devaneio

Se eu pudesse...
Dar-te-ia cravos brancos para pô-los na lapela
E te veria como um príncipe
Dar-te-ia flores amarelas
para representarem toda minha saudade
E te veria feito um anjo a devanear nos céus.
Te  cobriria de pétalas vermelhas
para entenderes o quanto é grande
Meu amor...
E te veria feito pequena maré
Te levaria para passear junto ao lago
para que visses tua  imagem
a deslizar sobre si
E nessa transparência de suas águas
Verias o reflexo de minha alma...
Te pediria perdão pelo que não fiz
se entendesses que fiz
Dar-te-ia todos os beijos que se perderam
ao longo da estrada da espera
E os abraços que sonhei...
Dar-te-ía com a mesma ênfase do haver
Porque o amor está sempre recomeçando,
não há meio nem fim
Ele é brando, suave, quente, e me avassala o ser,
É bastante sentir teu olhar sobre mim.
Mas, querer nem sempre é poder.



Madalena Gomes
João Pessoa, PB
15.10.2012


Muito além...
Ouço o barulho da chuva
Sem medos infinitos
Vejo-a dançar sobre a terra
E sinto-me lavar a alma
Não fujo por minutos amedrontados
Nem busco o sol de instantes
Deixo-me queimar a pele...
Ouço os pássaros cantarem
À minha janela
Para me mostrarem que a vida é bela
Mesmo diante dos dissabores, das perdas
Que fazem parte da vida
Essa vida cheia de intentos, lamentos e belezas.
Muito além!
Eu não canto minhas canções tristes
Canto meus cantos livres
Invento histórias de amor
Poemas quentes, sensuais.
Sou o amor que desabrocha
Nos sonhos de todos os dias
Tento ser a alegria...
Mesmo aquela que encosta-se à soleira
E chora a despedida
Mesmo aquela que chora uma lágrima sentida
Eu vivo e morro todos os dias um pouco
Ou muito além!

Madalena Gomes
30.04.2011


Direito de amar



Transgredir essa dor que sangra no peito
Violentar essa ferida injusta e quieta
Que se aprofunda na solidão,
No vazio do abandono,
no silêncio do corpo.
Transgredir esse estado de inércia
Que inibe os meus sentidos
Que me viola o estar, o ser!
Amar, me é proibido!
Mentem quando dizem que o Amor
É a luz do mundo...
Sofrer é a luz do amor!
Ser feliz é apenas atributo de alguns,
Ser feliz é um momento ilusório apenas
É quando se ama que a dor se instala,
A inveja dos outros se apodera,
E a dúvida, a incerteza
Afogam toda esperança que o Amor constrói.
E, são sentimentos tão fortes
que assolam quaisquer outros que o Amor
tenta transformar.
O mundo sente sede de Amor porque dá lugar
Apenas aos sentimentos ruins
que infringem o Amor.
Que fazer com esse Amor que transborda e se esvai
Rio abaixo, para o mar desconhecido e distante,
Assim a esvair-se por entre meus dedos,
deixando meu coração, atravessando-me as vísceras impiedosamente, 
afrontadamente me abandonando.
Para tirar-me o direito de Amar!

Madalena Gomes
João Pessoa, PB
21-09-2012



Minha árvore de Natal

Desde o início do ano comecei armar minha árvore de Natal... Cada dia, com muitas luzes coloquei todo meu carinho, um pouco de mim, um tanto do muito que harmonizei dentro de mim, um tanto da Natureza que me energiza, fortalece.

Cada enfeite com seu brilho representa meu âmago

e minha aura que formam minhas verdades.

Presentes multi cores espalham-se emanados de sentimentos, doações, amor, espera e todos as minhas brisas, todos os meus encantos, verdades e sonhos.

No topo, numa estrela brilhante, colorida, todo perdão pelas injúrias, desavenças, e tristezas...  Em seguida todas as alegrias que consegui harmonizar dentro de mim, todas as superações, esperanças, desejos de felicidade para todos.

Na base de minha árvore, envoltas num branco divino, estão minha paz e fé em Deus, minha força que emana do Espírito Santo para que eu possa recomeçar todos os dias, para que eu não fraqueje ante as intempéries dessa vida e, principalmente, para que eu leve Amor a todos que me cercam, aos que necessitam, a todos que porventura 
me magoaram.

Embaixo de minha árvore coloquei tristezas, solidão, egoísmos e abandonos para que sejam superados

por todo o bem que existe acima...

Comemoro assim, o nascimento do menino Jesus, dou graças por tudo que Ele nos ensinou e desejo a todos os meus amigos, muita paz no coração, grandes realizações, alegrias, paciência e muito amor uns pelos outros para que a vida seja plena de harmonia, para que a confraternização entre os povos seja o ano inteiro, e que todo brilho que ilumina a terra no Natal iluminem os nossos corações para que possamos ver melhor tudo que O trouxe à Terra!

Desejo forte
sejam fortes, felizes
neste Natal e no Ano Novo!

Madalena Gomes
João Pessoa, PB
18.12.2012


Deus em nós


Desde que Jesus nasceu e depois de o conhecermos 
somos os escolhidos para viver com a alegria de 
como Ele sermos filhos de Deus.
Ele se fez um de nós na pobreza e desconhecimento das vantagens de ser Deus e de ser importante e ter poder e riqueza. Os pobres foram os escolhidos para ouvir sua palavra e se saberem amados e terem um destino feliz.
As pessoas que vivem em dificuldade são as mais alegres e solidárias. E como isso é importante na vida.
Os poetas como sonhadores têm a herança do ceticismo, sentindo nalma as ansiedades humanas. Os cristãos, mesmo poetas, são cantores da esperança
e da beleza que é fonte de encantamento...
Somos felizes porque temos tudo:
Deus e seu Filho caminham conosco passo a passo, em todos os momentos, viajam conosco na nau da nossa vida e nos guia para um porto seguro.

 
Paulo Motta
Goiânia, Go
09.01.2013



 Ser poeta, ser cristão
 

Há momentos na vida em que encontro dificuldades 
para ser poeta e ser cristã.
Como poeta, canto os cânticos da alma e falo a linguagem do amor, esse amor latente que já não sei se existe 
com tanta intensidade.
Hoje paira no ar um sentimento obscuro de ambição, egoísmo e interesses financeiros. As pessoas deixaram soterrarem-se nos confins dos desejos lânguidos a nobreza de amar, simplesmente amar.
Fazem qualquer coisa por seus interesses, submetem qualquer pessoa e até a si mesmas por um interesse, não se importam de pisar ninguém, não existe mais respeito humano nem compaixão por nada.
Tudo isso me abala a fé. Ser cristã, acreditar e repassar o que Ele nos ensinou tem sido tão difícil quanto existir.
Não deixo de amar, não deixo de ser cristã, mas o horizonte está cada vez mais longínquo, mesmo com todos os amanheceres só consigo anoitecer.
Talvez eu tenha me abarrotado de expectativas no outro que, cada dia me decepciona mais.
Não deixo de ser poeta, mas rebuscar o amor ante tanta desgraça, tanta injúria e miséria, só consigo sentir uma enorme dor de saudade, de refúgio naufragado, 
de sorriso de tristeza.

Madalena Gomes
João Pessoa, Pb
10.01.2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário